sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Drácula - A História Nunca Contada - Comentários com spoilers


Tem Spoilers

spoiler

spoiler

spoiler

spooooooooilllllllllllllllllllleeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeerrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Olá pessoal,
Fui assistir a estreia do filme, Drácula - A história Nunca Contada, e deixo aqui meus comentários sobre o filme.
Primeiro queria dizer que a última vez que assistimos um filme do Drácula foi em 2001 com o filme chamado Drácula 2000. Por isso a empolgação para ver Drácula no cinema novamente era muito grande.
Vou começar com os atores que fizeram o filme, Charles Dance faz o papel do vampiro chamado Calígula que fica dentro da montanha dos dentes quebrados. Este ator já participou antes do filme de vampiros Anjo da Noite O despertar e também foi um dos capangas que queria matar o 007 em somente para os seus olhos e também fez o Lorde Tywin Lannister do Games of Thrones.
Luke Evans que faz o papel do Drácula (Vlad o Empalador) também fez O Hobbit 3 que vai estrear em dezembro, O trailer passou antes de começar o filme.
Dominic Cooper também ja participou do filme de vampiros Abraham Lincoln o caçador de vampiros.
Bom... Agora vamos falar da história.
Vlad o Empalador é ameaçado pelos turcos que pedem meninos para fazerem parte do seu exercito e é claro que isso choca todo o reino do Vlad e não tendo outro jeito ele pede ajuda do Vampiro para ter poderes sobrenaturais e assim dominar o exercito turco.
A história começa bem, mas existem algumas partes fora do contexto para um homem que quer ser o salvador do reino. O Caligula imita o Lestat e dá o sangue para o Vlad (Louis) e ele se sente o próprio Louis, começa a ver igual o Louis e por um momento eu achei que estava vendo entrevista com o vampiro. Também parecia um kriptoniano que acabou de chegar na terra e começa a conhecer seus poderes. Mas tudo bem só que aí o Vlad pergunta o que pode acontecer se ele sugar o sangue das pessoas e o Calígula diz apenas que ele teria vida eterna. Nossa!! Que terrível isso heim?
Mas tudo bem. O Vlad resolve tudo da maneira mais louca usando morcegos para acabar com o exercito otomano e poderia apenas fazer um vendaval e resolvia tudo mas os efeitos especiais queriam aparecer mais e isso fez com que os morcegos fossem os heróis da história.
Eu particularmente não gostei muito do filho do Drácula pois só atrapalhou as melhores cenas do filme. Eu deixaria ir com o exercito Otomano logo no início pois ele só chorava o tempo todo.
Os poderes não foram muito explorados. Esta versão para o cinema era muito limitada. deixando ele na mão sem manual de como usar poderes bem ao estilo Super Herói Americano se atrapalhando até em suas fraquezas que todo mundo sabia menos ele.
A luta final mais parecia cena da história em quadrinhos Camelot 2000 no duelo entre \Mordred e o Arthur onde as armaduras é que faziam a diferença.


Vlad transformou um monte de gente em vampiros e usando seus poderes ele escondeu o Sol com nuvens escuras e isso muita gente já viu em quadrinhos e alguns filmes antigos. O problema é que o seu exercito de vampiros foram famintos demais e Drácula não teve outro jeito senão matar os vampiros com a retirada das nuvens sacrificando até ele mesmo mas que puxa Drácula era só deixar uma nuvem em cima de você né. Mas tudo bem pois ele é salvo por um lacaio que era seu fã.
A questão maior é que ele aparece no futuro e conhece a Mina, Isso já dá uma ideia de como serão os encontros dos outros monstros da Universal... Serão nos dias de hoje. Eu achei isso uma pena pois gosto de ver os monstros unidos nos seus antigos castelos.
De terror o filme não tinha nada. Era aventura mesmo. A trilha sonora é bem produzida e o filme vale a pena assistir no cinema.

Abraços
Adriano Siqueira

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Uma história de Lobos



Uivo Noturno
Por Adriano Siqueira
arte: nat Jones


Corria desesperado
quando ela apareceu
seu cabelo escuro se misturava com a noite
Os lobos olhavam com fome
mas nenhum deles me atacou
Apenas ela andou em minha direção
tocou em meu corpo
apertou a minha nádega e sorriu.
Me disse:
aproveite bem, deseje tudo
hoje será a sua noite e amanhã
a minha. E irei te devorar.
Eu fiz tudo que desejei
tudo em todos os detalhes
Foi a melhor noite que tive
Quando acordei de manhã
todas as minhas roupas estavam rasgadas
Acho que ela gostou.
vamos ver o que ela fará na próxima noite...
A noite chegou e lá estava ela novamente com os lobos.
Desta vez não tive medo
Eu a beijei e estava me divertindo com ela quando me
empurrou.
Sorriu e disse:
- Hoje é a minha vez...
Ela se afastou...
E os lobos... os lobos avançaram sem compaixão. sem perdão e eu senti todas as mordidas enquanto ela ria ensandecida.

Eu, no início dos Vampiros no Brasil









O que eu presenciei quando tinha nove anos de idade (1974), era os jornaleiros estarem lotados de Gibis (histórias em quadrinhos HQs) sobre terror e vampiros. Isso era muito comum até 1983 e os títulos era mais de vinte. Todos eles regados de muito terror nacional e estrangeiro, geralmente em preto e branco.
Não havia quase nada de livros sobre vampiros. Lembro bem que o que tínhamos sobre vampiros era só os Gibis mesmo e algumas revistas da Planeta que falava sobre o tema. As vezes aparecia uma revista diferente que falava de vampirismo e licantropia mas era muito raro.
Vivi toda essa época comprando muitas na banca de jornal e como eu vivi uma parte desta vida no Itaim Paulista, lá foi o grande paraiso da minha vida para comprar gibis. O jornaleiro da estação Brás e o jornaleiro da Paulista era as grandes fontes das minhas coleções.
Tinha também um grande Sebo na paulista onde eu encontrava as raridades sobre terror e algumas eu tenho aqui bem guardado.
Vocês podem acreditar que era dificil mesmo conseguir algo sobre vampiros em uma época que não existia por aqui a Internet e TV paga. Como era complicado achar mais sobre o assunto.
Na década de 80 eu ainda passava sufoco para encontrar mais coisas sobre vampiros e realmente o que apareceu mesmo foi apenas "O Manual Prático do Vampirismo" do Paulo Coelho e Nelson Liano. Mesmo assim ainda era pouco.

Tudo isso só melhorou em 1990 mas isso é outra história que está no link http://contosdevampiroseterror.blogspot.com.br/2014/10/vampiros-no-brasil-o-inicio.html

abraços
Adriano Siqueira




Um blog com muitas HQs antigas sobre vampiros



As vezes achamos em nossas pesquisas algo que sempre nos atrai e este blog vale a pena ser visitado.
É um blog com histórias em quadrinhos antigas e que tem muitas histórias interessantes.
O link é - http://thehorrorsofitall.blogspot.com.br/

divirtam-se
abraços
Adriano Siqueira

As Marcas do Vampiro



Marcas
por Adriano Siqueira

A marca não fica no corpo
ela vira um estigma na alma.

Mantém o sinal
como o farol da torre.

Anuncia os outros
que você é parte da associação.

Telepatia e sintonia,
protegem da solidão.

Estigma que anuncia
o sangue e a fome.

Permanece no seu caminho
fortalecido, alimentado e
acima de tudo...
preparado.

será de olhos fechados
que verá seu verdadeiro caminho.
será com a boca fechada
que falará as verdades.
será com os ouvidos tampados
que ouvirá seu coração.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

R.F. Lucchetti tem novo Facebook



Olá pessoal,

O novo endereço do ficcionista R.F. Lucchetti é este
https://www.facebook.com/profile.php?id=100004795548524

Adicionem pois suas obras e sua pessoa são muito importantes para a nossa cultura de horror nacional.

Aproveitem e curtam o grupo dele - https://www.facebook.com/pages/R-F-Lucchetti/1484960655114060?ref=profile

abraços
Adriano Siqueira

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo